header


Artigos Publicados

 
 


Publicado em: 25/05/2019

Trabalhando o BAIÃO na Festa Junina c/ Videos Práticos

Trabalhando o BAIÃO na Festa Junina com VIDEOS PRÁTICOS O mês de junho sempre desperta um grande interesse nos professores em trabalhar o assunto “Festa Junina”. O mês é marcado por grandes comemorações. É também uma grande oportunidade para apresentarmos para nossas crianças, compositores da nossa MPB, já que temos músicos muito talentosos e um dos objetivos da festa, é apresentar a cultura do nosso país, quanto aos costumes da festa junina e a música popular brasileira, que tem ritmos muito animados e propícios para serem utilizados nesta festa. Uma das competências gerais propostas pela BNCC é a ampliação do repertório cultural, a valorização e fruição de diversas manifestações artísticas e culturais, como também a participação de práticas diversificadas da produção artístico-cultural. Vivenciar a dança em grupo, conhecer a riqueza dos ritmos brasileiros e músicos do nosso país, propicia o desenvolvimento da fruição e sensação de pertencimento por meio das vivências artísticas.                                                          Para saber mais sobre a BNCC - CLIQUE AQUI  (Foi aberta nossa 2 turma!) O trabalho com nossa MPB, exige do professor estratégias adequadas e muito estudo  no sentido de buscar informações, selecionar as músicas e planejar aulas de acordo com os interesses e necessidades da faixa etária. Podemos aproveitar para ensinar aos nossos alunos, sobre um estilo brasileiro muito utilizado nas festas juninas: O BAIÃO O Baião é um estilo que nasceu no Norte e Nordeste do Brasil, muito animado e conhecido no nosso país. Originou-se da música caipira e das danças indígenas. Um dos compositores mais conhecidos do gênero, é sem dúvida Luís Gonzaga. Ele é conhecido com o Rei do Baião.                                                                   LUIS GONZAGA Os instrumentos típicos deste estilo são: viola caipira, sanfona, triângulo, acordeom e flauta doce. As letras geralmente falam de alegria, dança, festa, amor e muitas vezes da realidade difícil do povo nordestino, como é o caso de " Asa Branca" (Luís Gonzaga). Luís Gonzaga tocava sanfona, que é um instrumento que representa o baião, assim como o triângulo e a zabumba. No vídeo, podemos ver estes instrumentos – CLIQUE AQUI Existe um  outro clip do Cocoricó muito interessante para contextualizarmos a festa junina para as crianças pequenas – CLIQUE AQUI As músicas de Luís Gonzaga são muito tocadas até hoje durante o ano inteiro e não apenas nas festas juninas. Para enriquecer seu projeto, recomendo que pesquise também o vestuário, objetos, costumes, comidas típicas e costumes, lista de músicas trazidas pelas crianças de Luís Gonzaga e ouvidas em sala de aula. Sobre a vida de Luís Gonzaga - CLIQUE AQUI  Performance de Luís Gonzaga ( Asa Branca ) - CLIQUE AQUI  Quero compartilhar com você, 3 canções, todas de minha autoria, disponíveis em MP3 e Playbacks, seguindo este ritmo tão animado. Todas elas, fazem parte do CD: Vai começar – vol.1                                       Para adquirir o CD - CLIQUE AQUI Vejam sugestões de trabalho que queridos professores me enviaram: 1. Festa da Sanfona (Debora Munhoz Barboni). O vídeo foi enviado pela professora Angélica Carvalho, do Colégio Vida Ativa                                                      CLIQUE AQUI para assistir este vídeo 2. Mestre de Roda (Debora Munhoz Barboni). O vídeo foi enviado pela professora Josiane Silva Reiner                                                    CLIQUE AQUI para assistir este vídeo 3. Dona Centopeia (Debora Munhoz Barboni). O vídeo foi enviado pela professora Marilene Gomes, do CMEI Maria Cleonice Mais sugestões para utilizar a música Dona Centopeia.                                               CLIQUE AQUI para assistir este vídeo Trabalho realizado pelas professoras Josiane Silva Reiner, Daila Cristina Gauche Martins e Thalia Hedel, do Centro Educacional Complementar Ewald Bruno Julius Kress. 4. Dona Centopéia (Debora Munhoz Barboni) em roda                                               CLIQUE AQUI para assistir este vídeo 5. Dona Centopéia (Debora Munhoz Barboni) em fila                                               CLIQUE AQUI para assistir este vídeo   A partir deste projeto, mais do que ensaiar danças juninas, podemos ajudar nossos alunos no desenvolvimento das competências da BNCC, trabalhando a habilidade de organizar informações, conhecimento sobre MPB, conhecimento de aspectos culturais de seu país e muito mais!!! Quer saber mais? Entre em um dos meus grupos de estudos! Me chame no whatsapp: (11)97647-6562 que te incluirei em um dos grupos! Bom trabalho! Conheça meus cursos online e estude no conforto da sua casa! Curso de 4h, 20h e 120 horas! – CLIQUE AQUI Até a próxima, Débora Munhoz Barboni www.cantinhodamusica.com.br


Leia Mais
Publicado em: 07/04/2019

Orquestra de Copos e Dia do livro (18 de abril) com Monteiro Lobato

Orquestra de Copos e Dia do Livro (18 de abril) com Monteiro Lobato CLIQUE AQUI para assistir o vídeo   “Estamos entrando em uma nova era da educação, na qual é programada para a descoberta e não para a instrução. ”  - Mc Luhan   O vídeo acima traz uma proposta que as crianças vão adorar e demonstram muito interesse, chama-se Orquestra de Copos!   O objetivo desta aprendizagem é desenvolver a percepção auditiva, estimular a criatividade, pesquisa sonora, discriminação de timbres e percepção da forma musical. A canção escolhida é: "Meu amigo Livro" (Letra e música: Debora Munhoz Barboni) que incentiva as crianças ao hábito da leitura. Para adquirir o CD - CANÇÕES PARA BRINCAR vol.2 com essa canção, CLIQUE AQUI   Após o pagamento, você receberá por e-mail as  46 faixas  (23 músicas e 23 playbacks) em até 24 horas. As músicas estão em MP3, de modo que você poderá gravar tanto em CD quanto em pendrive. Meu amigo livro (Debora Munhoz Barboni) Orquestra de tampinhas (Debora Munhoz Barboni) Família é muito especial (Debora Munhoz Barboni) Passeio na floresta (Debora Munhoz Barboni) Venham ver o meu ratinho (Debora Munhoz Barboni) Dança da saia (Debora Munhoz Barboni) Sons fortes e fracos (Debora Munhoz Barboni) Bichinhos de jardim (Debora Munhoz Barboni) As aventuras de João (Debora Munhoz Barboni) Cada instrumento (Debora Munhoz Barboni) Mazu (folclore) O patinho e passarinho (Debora Munhoz Barboni) Jack-in-the box (folclore USA) Maria bochecha (folclore) Brincando com as clavas (Debora Munhoz Barboni) Cuide da água (Debora Munhoz Barboni) Uma história vou contar (Debora Munhoz Barboni) Sou Tartaruga (Debora Munhoz Barboni) Aquecimento dos animais (Debora Munhoz Barboni) Brincando com os cones (Debora Munhoz Barboni) Bote aqui o seu pezinho (folclore) Coelhinho aparece (Debora Munhoz Barboni) Relaxamento com os passarinhos (Debora Munhoz Barboni) Super prático e funcional!! Dúvidas? Me chame no  whatsapp : 11 97647 6562   Dia 18 de abril é comemorado o dia do livro Infantil no Brasil em homenagem à Monteiro Lobato, grande escritor da literatura infantil brasileira.   Acredito que os conteúdos ministrados em sala de aula não devem ser pautados em datas comemorativas, muito pelo contrário. Porém existem datas muito relevantes que podemos trabalhar com nossos alunos, afim de ajudá-los em seu desenvolvimento integral, como o incentivo da leitura, que é fundamental para o crescimento do indivíduo.   Comemorar esta data, é mais do que lembrar e reconhecer a importância de Monteiro Lobato. Ele foi realmente muito relevante, porém quando estamos lembrando às crianças de que existe a comemoração do livro no Brasil, estamos incentivando e despertando o interesse delas pela leitura, instigando sua curiosidade, ampliação de repertório de mundo, dentre muitos outros objetivos.   A BNCC propõe uma educação integral e isso é muito importante. Mais do que ser um professor preocupado em “passar bastante conteúdo” dentro de um campo de experiência é importante trabalharmos nosso planejamento com foco no oferecimento de vivências, onde as crianças possam sentir e vivenciar através do lúdico em diferentes linguagens.   “ O contexto é mais importante que o conteúdo”- Blair Singer   Precisamos buscar um comprometimento maior com a formação do indivíduo a curto e longo prazo, para que possamos mudar a triste realidade atual dos estudantes, onde a maioria está desinteressada pelo estudo e com total falta de empatia pelo próximo.   Nós, arte educadores, podemos fazer parte desta transformação, pois através da música podemos alcançar a emoção e o pensamento. A música trabalha dois eixos fundamentais propostos pela BNCC na Educação Infantil:   - O BRINCAR - O INTERAGIR   Dentro deste maravilhoso campo de experiência musical, podemos trabalhar diversos elementos musicais através do ouvir e do fazer música, com diferentes técnicas de musicalização, tornando o plano de aula muito mais divertido, o que ajudará a manter a criança curiosa e motivada a querer participar.   Já dizia Villa Lobos: “Um povo que sabe cantar está a um passo da felicidade. É preciso ensinar o mundo inteiro a cantar”   O canto coletivo sem dúvida é muito importante para a criança. Cantar em grupo auxilia no desenvolvimento da atenção, da concentração, do espírito de coleguismo e ajuda no desenvolvimento da percepção auditiva e da afinação. Porém, o canto (ato de cantar) na escola não precisa ser monótono. Podemos trabalhar com diversas técnicas para tornar tudo mais divertido, como por exemplo, acompanhar a canção cantando e tocando em uma Orquestra de Copos!!!   (Como foi explorado no vídeo de abertura – veja novamente)   A BNCC sugere que apresentemos os conteúdos dentro de Campos de Experiência (que devem ser alternados) para que o aluno possa realmente vivenciá-los. Ou seja, o aprendizado acontece quando a criança se sente inserida, onde ela pode vivenciar e participar ativamente de cada situação. Na Educação Infantil, a Música é considerada um dos campos de experiências que podem e devem estar integrados a outros campos e a outras artes (Teatro, Música, Dança, Artes Visuais) A BNCC também sugere que o arte-educador na sala de aula articule as diversas linguagens artísticas: Dança, Música, Teatro e Artes Visuais nas seis dimensões do conhecimento:   - Criação - Crítica - Estesia - Expressão - Fruição - Reflexão   Caso você queira se aprofundar sobre a BNCC, irei ministrar um curso em São Paulo, dia 06 de julho - Confira! CLIQUE AQUI, com muita prática de repertório para que você possa planejar e executar suas aulas na sala de aula com excelência na Educação Infantil. O curso fornecerá todas as músicas em MP3 (muitas das canções eu compus especialmente para o curso, apostila densa e com muita pesquisa, e certificado). Além disso teremos expositores que venderão materiais que fazem toda a diferença para captar a atenção das crianças e para corroborar com o trabalho do professor na sala de aula (instrumentos musicais, apoio visual, livros, CDs, parachutes, banda elástica, jogos, bolsas com temática musical e muito mais). Vagas limitadas!!!   Para maiores informações, me adicione no whatsapp: 11 97647 6562   Quer fazer sua reserva agora? Clique no botão abaixo:     Confira nossa AGENDA de cursos e eventos – CLIQUE AQUI   Após o pagamento, me envie o comprovante para meu whatsapp: 11 97647 6562 e pronto! Eu irei te encaminhar para o grupo dos inscritos no curso! Não deixe para última hora, pois as vagas são limitadas!     DESENVOLVIMENTO (Processo Pedagógico)   Após a apresentação da música:“ Meu amigo livro”, de Debora Munhoz Barboni  para as crianças, o professor pode fazer uma sondagem com os alunos, para perceber o conhecimento prévio que cada um tem sobre o assunto (Monteiro Lobato, Sítio do Pica Pau Amarelo). A trilha sonora do filme, já foi regravada várias vezes em diversas épocas com diferentes artistas. Sugiro que o professor leve algumas gravações para que o aluno possa refletir, comparar e analisar as diferenças e similaridades (contextualização).   Veja nos links abaixo: https://www.youtube..../watch?v=kRTOZPugYnk https://www.youtube..../watch?v=18ANCGSwYKo   É importante ressaltar aos alunos que Monteiro Lobato foi o primeiro escritor da literatura infanto-juvenil que inseriu elementos do folclore e da cultura nacional nas suas histórias, como os costumes do povo do interior e as lendas. Foi também o precursor da literatura paradidática, que tem como objetivo proporcionar uma vivência onde a criança possa aprender enquanto brinca e lê. Monteiro Lobato foi um grande visionário para sua época.   Títulos da literatura infanto-juvenil de Monteiro Lobato:   1 – Reinações de Narizinho; 2 – Viagem ao céu e O Saci; 3 – Caçadas de Pedrinho e Hans Staden; 4 – História do mundo para as crianças; 5 – Memórias da Emília e Peter Pan; 6 – Emília no país da gramática e Aritmética da Emília; 7 – Geografia de Dona Benta; 8 – Serões de Dona Benta e História das invenções; 9 – D. Quixote das crianças; 10 – O poço do Visconde; 11 – Histórias de tia Nastácia; 12 – O Pica-Pau Amarelo e A reforma da natureza; 13 – O Minotauro; 14 – A chave do tamanho; 15 – Fábulas; 16 – Os doze trabalhos de Hércules (1º tomo); 17 – Os doze trabalhos de Hércules (2º tomo)    Orquestra de Copos (Prática Musical)   As sugestões de arranjo e criação que propus no vídeo prático de abertura deste artigo, podem e devem ser modificadas. É importante permitir que os alunos possam pesquisar sons com os copos, percebam as características de cada timbre pesquisado e, a partir desta pesquisa, o professor juntamente com o aluno poderá escolher alguns dos timbres pesquisados (os mais interessantes) e organizar uma composição de novos sons com a sua “Orquestra de Copos”.   “O desafio do Campo de Experiências dentro da BNCC é conseguir que a criança possa ser livre para pensar e livre para criar hipóteses, mesmo que essas sejam diferentes daquilo que você espera. Somente assim vamos formar crianças curiosas, criativas e motivadas para a vida”- Guaciara Fornaciari   É importante permitir que o aluno experimente, e que aos poucos surjam as ideias sonoras. Assim, o aluno se sentirá protagonista de sua própria aprendizagem!   Nos meus cursos onlines , eu ensino o PASSO A PASSO de como você pode criar arranjos com diversos materiais, inclusive instrumentos musicais.   Conheça meus  Cursos Online  – CLIQUE AQUI   Vejam que através de uma única canção, podemos ajudar a criança em seu desenvolvimento integral, através de aulas lúdicas onde cada proposta tem um objetivo e um direito  de aprendizagem (BNCC), um foco, dentro de um plano de ensino.   Quer participar de um dos meus Grupos de Estudo do  whatsapp ? Me adicione no whatsapp: 11-97647 6562   Até a próxima!!! Débora Munhoz Barboni        


Leia Mais
Publicado em: 05/03/2019

UTILIZANDO TÉCNICAS DE MUSICALIZAÇÃO PARA TRABALHAR A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA

UTILIZANDO TÉCNICAS DE MUSICALIZAÇÃO PARA TRABALHAR A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA    Como professor de música, temos muitos conteúdos musicais a trabalhar. A música por si só é uma linguagem atraente e que trabalha eixos importantes, como o ouvir e o fazer musical.   Com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), espera-se que o trabalho do professor de música na sala de aula esteja integrado a este documento que regulamentou quais são as aprendizagens essenciais a serem trabalhadas, com o objetivo de promover um aluno cidadão, que se desenvolva integralmente, para que assim possamos ter uma sociedade mais justa, inclusiva e democrática.   Existem 10 competências que norteiam o trabalho proposto pela BNCC. Todas são importantes, porém para o trabalho musical que realizaremos hoje, vamos focar na décima competência:   “Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários”   Segundo a Revista Nova Escola, ao realizarmos um trabalho que tem como foco o desenvolvimento de consciência de cidadão, estamos colaborando para que nosso aluno se transforme em um agente transformador em uma sociedade solidária e sustentável.   Dia 22 de Março, é o DIA DA ÁGUA. É uma data propicia para desenvolvermos um projeto baseado na conscientização da população em relação à cultura de preservação da água e sua importância na vida do ser humano.   A música pode colaborar para ajudar a criança a memorizar os conceitos mais importantes, oferecer diversidades de experiências sonoras-sensoriais através de uma participação ativa e colaborativa. É importante que o professor sempre reflita sobre os interesses e necessidades dos seus alunos e reflita sobre os conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais que nortearão seu trabalho.   Sugiro primeiramente, uma roda de conversa com os alunos, sobre a importância da água e formas de utilização. Reflita com as crianças sobre quais seriam as consequências se a água do planeta acabasse e o que podemos fazer para preservá-la. Após essa roda de conversa, podemos sensibilizar ainda mais as crianças, assistindo todos juntos o clip: “Cuide da Água - Débora Munhoz Barboni”     CLIQUE E ASSISTA -  VIDEO – Cuide da Água   Para baixar a música gratuitamente, clique no link abaixo:   CLIQUE AQUI – Deixe seu e-mail e baixe – MP3 + História (PDF)   Após a apresentação do clip, podemos iniciar uma pesquisa sonora com as vozes, sons do corpo, instrumentos musicais e objetos sonoros disponíveis. Vejam algumas dicas especiais sugeridas pela minha amiga e professora de música, convidada: Lucimara Lima sobre materiais pertinentes no trabalho da Pesquisa Sonora com a temática: Água.  CLIQUE AQUI – Ateliê de Vivencias Musicais KALIMANI   Após a pesquisa sonora, é interessante criar coletivamente um arranjo para criar uma paisagem sonora utilizando a canção: “Cuide da Água” - Debora Munhoz Barboni. Segue um exemplo de criação que fiz com um grupo de professores que participaram de um curso presencial que ministrei no ano passado.     CLIQUE AQUI – Cuide da Água  No próximo curso, que ministrarei em São Paulo, teremos muita prática de repertório, utilizando práticas vocais, instrumentais, corporais, com temas pertinentes sob a ótica da BNCC. Quer saber e participar do meu próximo curso presencial?   CLIQUE AQUI - Se increva no Curso ! (06 de julho de 2019)   Após a conversa, pesquisa sonora, escolha de materiais para a criação coletiva, organização e execução da paisagem sonora na canção: Cuide da Água, podemos apresentar o resultado final para os alunos de outras salas (fechamento do projeto).   Através deste tema tão rico e relevante, proporcionaremos uma vivência rica, chie a de criatividade, explorando os fenômenos sonoros, além de trabalhar elementos fundamentais para o desenvolvimento integral da criança, como a organização em grupo, noção de conjunto instrumental e o cuidado que precisamos ter com este bem tão precioso, que é a água.   Gostou? Compartilhe com seus amigos! CONHEÇA MEUS CURSOS ONLINE:    CLIQUE AQUI - Acesse que e confira!    Dúvidas? Me adicione no whatsapp: (11) 97647 6562  Débora Munhoz Barboni


Leia Mais
Publicado em: 02/02/2019

8 DICAS PARA VOCÊ PLANEJAR UMA AULA ENCANTADORA

8 DICAS PARA VOCÊ PLANEJAR UMA AULA ENCANTADORA PARA SEUS ALUNOS, NA VOLTA ÁS AULAS   As férias estão chegando ao fim e em breve estaremos de volta com nossos alunos. A adaptação escolar é um período muito importante e fundamental.   Para quem não sabe, quando falamos de adaptação escolar, estamos citando o período em que a criança tem para integrar-se à escola. Para que a adaptação aconteça com sucesso, ela precisa acostumar-se com o ambiente educativo, socializar-se com os professores e colegas de classe e a rotina escolar.   Meus colegas de trabalho costumam dizer que seria bom se tivesse aula de música todos os dias na fase de adaptação, porque realmente a música é uma linguagem que quando utilizada com as técnicas corretas, tem o poder de trazer alegria, entusiasmo e de levar o aluno a querer participar, se integrar e aprender.   Quero compartilhar algumas dicas simples, porém fundamentais para você aplicar na sua prática pedagógica e que fará toda a diferença na motivação de seus alunos. Seguem também alguns vídeos com propostas práticas para aplicação nestes primeiros dias de aula.     1. Planejamento e Organização  Tudo começa no planejamento e reflexão. Existem algumas perguntas relevantes para nortear, clarear o pensamento e ações no momento de planejar: Quem são meus alunos? Eles possuem vivência escolar? Quais são os interesses e necessidades desta faixa etária? Como é o espaço físico onde acontecerá essa aula? Planejar envolve pesquisar, levantar os conteúdos que se quer trabalhar para preparar o material de ensino, levando em conta uma pergunta fundamental: Quais recursos terei disponível? A partir destas informações, escreva no papel as propostas, estratégias que irá utilizar para trabalhar os conteúdos, de acordo com os interesses de seus alunos. Nestes primeiros dias, o foco principal é prender a atenção das crianças, trazer bem-estar e trazer socialização entre todos (professor/aluno; entre os alunos) Então não se esqueça  DICA 1: Planejar é preciso! Tenha clareza em suas ações.     2. Organize os Materiais       A partir do planejamento e após a reflexão nos pontos citados, organize os materiais com cuidado, levando em conta a faixa etária das crianças.    Os bebês por exemplo, costumam explorar objetos com a boca, então é importante não levar nada que possa causar um acidente. Além dos materiais, se prepare para a aula. Se irá ministrar uma história, estude-a. Se for ensinar uma canção nova, memorize-a.   Um dia antes da aula, já deixe tudo organizado, para não correr risco de esquecer materiais. Como é desagradável preparar uma proposta e perceber no momento da aula que esqueceu um item fundamental para trabalhar a atividade! Por isso, organizar com calma os materiais, irá facilitar sua vida.   Chegue bem antes no horário marcado (pelo menos 1 hora antes, no primeiro dia). Organize os materiais na sala com cuidado, prepare o ambiente com capricho e cuidado estético. Este processo é um ato educativo que gera bem-estar psicológico para a criança e segurança por parte do professor, que ao iniciar sua aula, sabe que tudo está “sob controle”   "O espaço é visto como terceiro educador, como algo que, também, educa as crianças que o habitam. A fim de agir como educador esse ambiente necessita de flexibilidade, deve passar por modificações frequentes com a intenção de permanecer atualizado e sensível aos direitos das crianças de serem personagens principais na construção de seus conhecimentos. Um espaço vivo, um espaço repleto de paixão e entusiasmo, um espaço onde o educador pensa e interage sobre o ambiente de modo a imprimir ainda mais qualidade ao seu trabalho e à aprendizagem das crianças." Fabiane Vitiello  Convidei a maravilhosa professora Lucimara Lima para dar suas dicas para a volta ás aulas! Assistam o vídeo!           CLIQUE AQUI – Ateliê de Vivencias Musicais KALIMANI           Então, coloque em prática nossa  DICA 2:  Organize-se com calma! A  DICA 3 é importante, porém pouco utilizada! 3. Prepare sua voz, faça um Aquecimento Vocal   A voz é uma das maiores ferramentas do professor. Cuidar dela, é um investimento que fará toda a diferença em sua qualidade de vida e consequentemente, nas suas aulas. Quando eu fico rouca, sinto mais dificuldade em ministrar a aula e despertar o interesse dos meus alunos.       Segue um artigo que escrevi em parceria com a professora de canto Andrea Costalima, com hábitos de cuidado com a voz e vídeo com aquecimento fácil, porém eficiente para começar o dia com a voz preparada e para evitar lesões. CLIQUE AQUI – Artigo sobre Aquecimento Vocal Vídeo prático de aquecimento vocal:  CLIQUE AQUI – Vídeo sobre Aquecimento Vocal     Que tal praticar a  DICA 3  neste ano? Não se esqueça: Prepare sua voz!     4. A postura do Professor     Você planejou sua aula com cuidado, levando em conta os interesses e necessidades de seus alunos, escolheu e organizou os materiais cuidadosamente, aqueceu sua voz, bebeu água, e agora as crianças estão chegando em sua sala para aprender. Haja com bom humor! Precisamos nos esforçar para nos tornarmos intensa e emocionalmente envolvidos com nossos alunos. Isso fará toda a diferença na motivação deles. É como diz a frase:   “Crianças aprendem mais, quando percebem que o professor gosta delas”- Gordon Nelfeld   Costumo receber as crianças com uma música instrumental alegre, como por exemplo: “Primavera - As Quatro Estações de Vivaldi”. Com as crianças bem pequenas, fazer bolinhas de sabão enquanto elas entram espantam muitos chorinhos de crianças que estão com saudades dos familiares.   Cumprimentar os alunos e cantar uma canção de acolhida, pode fazer toda a diferença para trazer afetividade para este momento. Segue um exemplo de proposta feita pela professora Angélica Carvalho, do Colégio Vida Ativa. A atividade pode ser em pé ou sentado com a canção: “Seja bem-vindo amiguinho” do meu CD - Vai começar – vol. 1. CLIQUE AQUI: Assista o vídeo no facebook     Para adquirir este CD com esta canção, clique aqui: CD – VAI COMEÇAR - vol.1 ou adquira meu curso online (as propostas acompanham as canções), neste link:    CLIQUE AQUI – CURSO ONLINE     Outras sugestões práticas (Atividades de Socialização)    CLIQUE AQUI – O Gato TOM     CLIQUE AQUI – Atividade rítmica com graduação de estímulos     Vamos relembrar da DICA 4 ? Tenha bom humor! Faça contato visual! Escolha as palavras cuidadosamente! Observação: A mesma canção pode ser utilizada de diversas formas. Com crianças menores ou mais reservadas, muitas vezes cantar a canção acompanhadas de instrumentos musicais, pode surtir mais efeito do que iniciar a primeira aula, com uma brincadeira de roda, de mãos dadas, sugerindo um contato físico maior que as vezes ainda não é o momento.   Observe constantemente as atitudes, ações e atenção de seus alunos e altere seu estilo com regularidade, de acordo com a situação.   Nossa  DICA 5  será sobre a importância do professor ter flexibilidade! Muitas vezes planejamos a aula, porém algo pode sair errado. Isso costuma acontecer principalmente com as salas com bebês, onde os primeiros dias de aula são acompanhados de muito chorinho. Por isso, existem algumas estratégias simples para captar a atenção, curiosidade e trazer a calma das crianças novamente para o conteúdo.   5. Seja flexível Perceba a linguagem corporal dos seus alunos. Se você planejou uma canção de acolhida, porém muitas crianças entraram chorando na sala por causa da adaptação, mude a proposta. É um bom momento por exemplo, de trazer uma canção ou brincadeira conhecida. Gosto de geralmente trazer elementos surpresas para despertar a curiosidade e a atenção.   Uma proposta que faz o maior sucesso com as crianças, é a canção: “Caixa Surpresa” que também está no meu CD - Vai Começar vol. 1. Ela atrai a atenção desde bebês a crianças maiores e por ser uma canção que integra músicas conhecidas, traz boas memórias e recordações. Sempre insiro essa canção na volta ás aulas porque ela faz a criança se sentir em um território seguro, conhecido e que trará confiança e alegria entre vocês. O vídeo enviado pela professora Keila Lima, aconteceu na Creche Medalha Milagrosa e encantou os bebês.     CLIQUE AQUI – Vídeo Caixa Surpresa com bebês Vejam que a mesma canção pode ser utilizada com outras estratégias, como foi feito com a professora Rosangela Lambert, do Colégio Salesiano Santa Teresinha, no vídeo abaixo:     CLIQUE AQUI – Vídeo Caixa Surpresa com alunos maiores     Para adquirir este CD com esta canção, clique aqui: CD – VAI COMEÇAR - vol.1 ou adquira meu curso online (as propostas acompanham as canções), neste link:    CLIQUE AQUI – CURSO ONLINE   Então vamos revisar: DICA 5: Utilize atividades com elementos surpresa, de preferência com canções, brincadeiras que as crianças já conhecem. Trazer elementos conhecidos, inspira confiança, facilita o contato e a cooperação. Porém para despertar a curiosidade, sugiro que o professor leve também propostas inéditas!   6. Traga uma Atividade Inédita   Após utilizar uma proposta conhecida pelas crianças com elementos surpresas, é hora de despertar ainda mais a atenção do aluno com uma atividade. Acho muito interessante trabalhar neste momento com uma história interativa. Jesus ensinava através de histórias. Este é um grande indício de como essa ferramenta é poderosa para transferir conhecimento, para comunicar conteúdo de forma relevante. Histórias trazem identificação. Quanto mais a história estiver próxima da realidade das crianças, mais forte será o interesse.  Algumas dicas para utilizar histórias na aula de música: Escolha histórias que tenha um tema interessante para seus alunos Associe os principais fatos com objetos e ações Destaque fatos através da música Trabalhe com elementos surpresas Deixe que a criança participe e interaja com o conto em alguns momentos Sensibilize através da dramatização Utilize sua voz e linguagem corporal de acordo com as cenas da história  Vamos vivenciar na prática, uma história cantada que criei, chamada: “O patinho e o passarinho”.              CLIQUE AQUI – A História do Patinho e do Passarinho Obs.: Essa canção oferece muitos desdobramentos. Conforme a faixa etária dos alunos, os desafios musicais podem ser explorados, como por exemplo, as crianças podem escolher um personagem e cada um dramatizar a história conforme o conto for acontecendo. Outros podem escolher sonorizar a história com objetos sonoros, com a voz e sons corporais. É o momento de deixar que seus alunos possam criar e serem protagonistas de sua própria aprendizagem. Novamente: Tudo dependerá da faixa etária, dos interesses e necessidades de seus alunos.   Então, não se esqueça: Leve para seus alunos propostas inéditas.   Se você quer se aprimorar na arte da musicalização e contação de histórias, não deixe de adquirir um dos meus cursos online do Cantinho da Música. Ele acompanha as canções, embasamento teórico e muito mais. Para saber mais CLIQUE AQUI (o Cantinho da Musica possui cursos de 4, 20 e 120 horas)   Dúvidas? Me adicione no WhatsApp: (11) 97647 6562 A DICA 7, é sobre a reflexão da construção das propostas escolhidas para a aula   7. Reflexão na construção das propostas escolhidas   Após muitas propostas interativas, que maximizaram a afetividade, o envolvimento e bem-estar, é hora de desacelerar...   Um relaxamento tem o poder de trazer as crianças a calma. O “pulo do gato”, é trazer uma proposta que faça link com a proposta anterior, pois essa atitude trará mais envolvimento.          CLIQUE AQUI – Relaxamento com Passarinho        Para revisar, nossa DICA 7 foi: Faça um relaxamento antes da aula terminar! 8. Incentive seus Alunos   Termine a aula pontuando com os alunos, a dedicação, o esforço e a participação de cada um. Reafirme o valor de seus alunos!   DICAS EXTRAS: Registre pontos que você achar relevante   Para aprimorar, é preciso refletir, ponderar e pensar. Algumas vezes você poderá se frustrar ao ver que a mesma atividade que fez o maior sucesso em uma sala, não foi tão interessante em outra. Tudo na vida é aprendizado. Refletir sobre as ações, estratégias escolhidas, método escolhido, etc, fará você desenvolver- se com muito mais clareza. Neste registro você perceberá que a flexibilidade também é sua melhor amiga, pois quando falamos de crianças, imprevistos sempre aparecem. Acima de tudo, não se cobre demais. Ser professor, é ser um eterno aprendiz e quanto mais você estudar e praticar com seus alunos, mas fácil será lidar com os imprevistos que podem surgir.   Espero que tenha gostado do artigo e que ele te ajude para que a adaptação com seus alunos seja um sucesso. Compartilhe nos grupos do whatsapp para ajudar seus amigos e auxiliar na divulgação e incentivo do meu trabalho.   Quer participar da minha lista VIP? Se cadastre e ganhe um e-book exclusivo – CLIQUE AQUI   Participe de um dos meus grupos do whatsapp. Nestes grupos, você receberá brindes inéditos, trocaremos informações e conteúdos e você poderá receber em primeira mão, todas as notícias do Cantinho da Música.   Me adicione no whatsapp para mais informações: (11) 97647 6562  Até a próxima, Prof. Débora Munhoz Barboni    


Leia Mais


Copyright© 2019 Cantinho da Música. Todos os direitos reservados