header


Como desenvolver o talento musical do meu filho?

Publicado em: 06/08/2016

Desde que o bebê nasce os pais ficam ansiosos para notarem os progressos de seus pequeninos, por mínimo que sejam. Conforme crescem, nada é mais gratificante do que acompanhar este desenvolvimento e perceber que seu filho está adquirindo habilidades que antes não tinha.

Existem ferramentas eficientes para estimular crianças de todas as idades (inclusive as especiais) e a música é sem dúvida, uma das mais poderosas, pois nos envolve em diversos níveis e através de sua prática, desenvolvemos habilidades motoras, cognitivas e lingüísticas. Todos podem desenvolver o talento musical, desde que tenham contato com a música de forma agradável e pratiquem bastante.

A música pode fortalecer áreas cerebrais importantes nos primeiros anos de vida, quando a neuroplasticidade (capacidade do cérebro de modificar sua estrutura e função através de experiências anteriores) é maior, mas é preciso salientar que a plasticidade continua na fase adulta. Nunca é tarde para praticar música. Ao aprender a tocar um instrumento musical, por exemplo, estamos exercitando nossas habilidades mentais, refinando nossa capacidade de ouvir e desenvolvendo o controle motor fino, o que ajudará na firmeza de equilíbrio e na mobilidade. Ou seja, desenvolvendo essa nova habilidade, programaremos nosso cérebro para envelhecer em melhores condições.


A MÚSICA PARA DESENVOLVER AS HABILIDADES DA CRIANÇA


As crianças desde bem pequenas, demonstram um interesse natural pela música. De maneira geral, expressam suas emoções com maior facilidade através das canções do que pelas palavras.  Porém, para que a criança queira aprender é necessário estar motivada em um ambiente que favoreça seu desenvolvimento afetivo.

Para as crianças pequenas (8 meses até 6 anos) as aulas de musicalização infantil são muito importantes, pois a criança terá a oportunidade de vivenciar todos os elementos musicais desta linguagem através de brincadeiras, histórias, jogos, tocando e explorando instrumentos musicais, em um espaço de sensibilização, onde ela poderá construir seu próprio conhecimento, através de práticas e reflexões musicais.

Muitos pais ansiosos buscam a escola de música para que o filho aprenda um instrumento musical, mas para que a criança possa desenvolver este talento com naturalidade, ela precisará, por exemplo, ter um desenvolvimento psicomotor consolidado. Caso falte qualquer um dos pré-requisitos, o aluno enfrentará muitas dificuldades no aprendizado de um instrumento. As aulas de musicalização fazem este papel, pois brincando, a criança vai aprendendo e se desenvolvendo.  Através de jogos, brincadeiras coletivas e canções próprias á faixa etária, o aluno terá a oportunidade de vivenciar o corpo corretamente, se desinibir, explorará o espaço ao redor, experimentará diferentes movimentos locomotores, o que contribuirá para o desenvolvimento natural das funções neuropsicomotoras.

A criança que vivencia todo este processo desde bem pequena, desenvolverá diversas habilidades que a auxiliarão integralmente.  Caso venha aprender a tocar um instrumento musical depois, terá muito mais facilidade, pois terá uma percepção auditiva mais apurada, bom desenvolvimento psicomotor e conseguirá ler uma partitura com muito mais facilidade.

A partir dos 6 – 7 anos, os pais podem começar a cogitar juntamente com o filho, na possibilidade dele vir aprender a tocar um instrumento musical.

Algumas dicas importantes...

1. Exponha seu filho à música de boa qualidade o mais cedo possível. Assistam shows que tenham instrumentos musicais, demonstre entusiasmo sobre o assunto e converse com ele sobre a possibilidade de aprender a tocar um instrumento musical. Se concordar, pesquise escolas de preferência perto de casa, que utilizem jogos e brincadeiras para trabalhar os conteúdos necessários para a aprendizagem do instrumento musical escolhido. A pedagogia musical atual evoluiu bastante e atualmente, os jogos lúdicos são utilizados também para aprender a ler uma partitura. Desta forma, tudo fica mais leve e divertido!

2. Ajude-o (a) a escolher o instrumento musical, levando em conta o tamanho do instrumento e a maturidade da criança. Converse com um professor de música, visite uma loja de instrumentos e experimente com seu filho (a).  Dentre os mais solicitados estão o violão, a flauta doce e o piano, mas existem vários, para todos os gostos e bolsos. Se decidir comprar o instrumento, não há a necessidade de comprar um modelo caro. O importante é que seu filho possa praticar o que aprendeu na aula, pois neste início de aprendizagem não é preciso algo muito sofisticado.

3. Seu filho (a) pode demonstrar interesse em simplesmente cantar. A canção é uma forma de expressão completa, intervindo na ação, na razão e na emoção.  A partir de 7-8 anos, as crianças podem participar de corais, onde terão contato com um repertório diversificado de canções, além de exercícios de musicalização e de voz, o que ampliará e muito, suas habilidades musicais.

4. É importante enfatizar que, as palavras de incentivo por parte das pessoas mais próximas da criança, são de suma importância para a continuidade da prática instrumental. Os pais que elogiam pequenos sinais de progresso, valorizam cada música aprendida, gastam tempo ouvindo seus filhos tocarem, naturalmente fazem seus filhos valorizarem a prática do instrumento e perceberem o quanto a dedicação e a disciplina são importantes. Os pais devem ter consciência que a educação musical é um processo gradativo e que é necessário dominar a ansiedade de ambos os lados. A criança de um modo geral deseja resultados imediatos e, ensiná-las a persistir, a não desistir quando surgem os desafios, são treinos importantes para o ser humano e para sua educação global.

Como pais, podemos trazer mais alegria e estímulo aos nosso lares através da música. Dessa forma, nossos filhos poderão gastar seu tempo com mais qualidade e utilizarão a música como amiga companheira, nos momentos difíceis e alegres da vida. Para praticar música, não tem idade correta para começar, apenas boa vontade e dedicação. Que tal praticar música hoje?

Prof. Débora Munhoz Barboni
Prof. de Música
www.cantinhodamusica.com.br






Copyright© 2018 Cantinho da Música. Todos os direitos reservados