header


10 ​Dicas para novos professores de música

Publicado em: 30/07/2019

10 Dicas para novos professores de música
 
O artigo de hoje foi escrito para você, que é um novo professor de música e está cheio de dúvidas.
Lembro do meu primeiro dia de aula com as crianças. Era uma mistura de alegria, ansiedade e nervoso. Resolvi compartilhar com você, dicas que eu gostaria de ter aprendido naquela época, quando comecei a dar aula para as crianças.


 1. Planejamento e organização são extremamente importantes 

Sim! Quanto mais você se organizar para este dia, menos problemas terá. Pense na faixa etária, escolha as atividades cuidadosamente, organize os materiais e antes de sair para a escola confira tudo novamente. Chegue antes do horário para organizar os materiais, os instrumentos, enfim, reflita sobre os materiais que serão utilizados e prepare o espaço com cuidado. Se for utilizar um CD, recomendo que já o grave na sequência da aula que planejou. Assim você não terá que ficar interrompendo a aula para trocar de CD. Se vai tocar um instrumento que precisa estar afinado, teste o mesmo antes da aula começar. É como diz um famoso ditado: “Sua disciplina é sua liberdade”
  
 

2. Seja flexível 

Apesar do planejamento ser fundamental, se prepare para imprevistos. A atividade que você achou que seria perfeita, pode não dar certo. É importante que você tenha “cartas na manga”, ou seja, leve sempre mais propostas do que normalmente voce daria em sua aula, assim, caso haja qualquer imprevisto, o mesmo será facilmente contornado e/ou substituido por outra proposta. Apesar de certos comportamentos, interesses e necessidades geralmente serem típicos de cada faixa etária, cada criança tem suas singularidades. A flexibilidade surge naturalmente, conforme você estuda e pratica com seus alunos. É como dirigir! Lembro que quando comecei a dirigir, parecia que seria impossível eu conversar e dirigir, pois eu tinha que pensar em cada comando. Hoje é tão fácil! Repetição e reforço sempre ajudam, por isso, não desista se nos primeiros dias lhe parece difícil ter essa flexibilidade. É a prática do dia-a-dia que irá produzir em voce essa desenvoltura e naturalidade.
 


3. Sua postura conta muito! 

Já vi professores que eram muito competentes, porém tinham uma postura muito carrancuda! Já deixavam as crianças amedrontadas ao entrarem na sala pelo simples motivo de estarem de “cara fechada”. Sorria para seus alunos desde o primeiro momento! Eles se sentirão felizes e você também! Durante a aula, demonstre uma postura firme e positiva, incentivando e valorizando o lado bom de cada aluno.
 


4. Estude sobre desenvolvimento infantil 

Quando começamos a dar aula, queremos colecionar atividades. Isso é muito legal e importante, mas porque essa proposta é importante para seu aluno? Aquela atividade fará alguma diferença na vida dele, seja nos aspectos motores, cognitivos ou afetivos?
Para ser um educador de alta performance, você precisa saber quem é seu aluno, as necessidades e interesses da faixa etária que ele pertence. Estudar sobre desenvolvimento infantil, te levará a outro patamar, sem dúvida, tanto para planejar, quanto para executar aulas de qualidade.

 

5. Segure a ansiedade 

Um dos maiores desafios para mim, naquela época quando comecei, era segurar a ansiedade. Quando iniciei as aulas de piano da minha filha, por exemplo, queria ensinar “o caminho das pedras”, queria ser objetiva. Porém o tempo me ensinou, que o que é “caminho das pedras” para mim, pode não ser para ela. Que cada criança é singular. É preciso ter muita repetição variando as abordagens, paciência para ensinar e aprender. Gosto muito da frase clássica de Rubem Alves

Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música.
Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes.

É preciso encantar, cativar e isso não acontece quando estamos ansiosos, e com pressa para ensinar. Por isso, mais uma vez, planejamento e flexibilidade é fundamental.

 

6. Escute e faça perguntas 

Este é outro desafio que no começo, para mim, foi difícil: deixar o aluno descobrir as repostas, permitir que ele interaja, vivencie e construa suas próprias percepções.
A criança só terá essa oportunidade, se nós permitirmos que ela experimente sem pré-conceitos, nos diversos campos de experiência. Por isso, escute seus alunos e faça perguntas ao invés de dar respostas prontas. Deixe a criança ser a protagonista de sua aprendizagem. Lembre-se dos 6 direitos de aprendizagem que ela possui pela BNCCConhecer-se, Expressar, Brincar, Participar, Explorar, Conviver.

 

7. Saiba: Crianças fazem barulho, se movimentam bastante e isso é normal! 

Lembro das minhas primeiras aulas e dos meus pensamentos. Eu preparava a aula com todo carinho e as crianças começavam a interagir com o assunto conversando. Aquilo me frustrava, porque eu achava que a criança aprendia quando estava quietinha, me observando. O tempo me ensinou que é justamente ao contrário. Criança aprende através do seu corpo, através do movimento. Podemos sensibiliza-la ao conteúdo que queremos ensinar através de uma história, por exemplo. A aula não pode ser quietinha o tempo todo. A criança precisa ser a protagonista, que interage, que vivencia, que questiona e que percebe que através das suas indagações receberá respostas. E assim, se tornará uma pessoa com pensamento científico, crítico e criativo. Ela é a estrela e nós professores, mediadores de sua aprendizagem.

 

8. O professor deve ser o mediador 

A BNCC reforça a visão da criança como protagonista em todos os contextos que ela faz parte: ela não apenas interage, mas cria e modifica a cultura e a sociedade. Parte-se do pressuposto de que a criança aprende por meio das experiências vividas no contexto escolar. O papel do professor é ser o mediador, que planeja com cuidado os espaços, materiais, propostas que vão captar a atenção do seu aluno para que ele alimente sua mente, e construa sua aprendizagem.
 


9. Pesquise, pesquise, pesquise 

Quando comecei a dar aulas, em 1999, não tinha a facilidade de hoje para conseguir ter acesso a materiais de musicalização. Atualmente, basta digitar no google: “Atividades de Musicalização” e você terá acesso a muito material para estudar. Isso é bom e ruim. O lado bom é que você pode aprender muitas atividades desta forma. A parte ruim, é você se tornar um colecionador de atividades, sem um plano de ensino.
Uma aula que faz diferença na vida das crianças, faz parte de um plano de ensino, onde cada atividade possui conteúdos a serem trabalhados, com objetivos de aprendizagem, respeitando os direitos de aprendizagem da criança.
Por isso, tenha bom senso, mas vá além. Como ir além? Veja o último e próximo tópico
 


10. Faça cursos de especialização 

Apesar de estar muitos anos atuando na sala de aula, eu sempre estou fazendo cursos, lendo bons livros e invisto em materias que fazem toda a diferença nas minhas aulas. Aliás, sempre estou refletindo no meu planejamento, sobre o que posso melhorar.
Sim, nasce um professor, nasce um aprendiz. Os cursos que faço, que me deixam mais satisfeitas, são aqueles que aliam a teoria à prática, que me fazem refletir, pensar e me fazem perceber que eu ainda tenho muito o que aprender e isso é maravilhoso!
Para sua formação continuada, busque cursos que falem sobre desenvolvimento infantil, com embasamento teórico das atividades práticas, que trabalhem dentro das propostas ativas da educação. Isso te trará um aprofundamento muito superior e te fará um profissional de alta performance.
 
Caso você tenha interesse, tenho cursos online que atendem o mundo inteiro: cursos de 4
h, 20h e 120 horas - CLIQUE AQUI. Em cada um deles você receberá os vídeos com o passo a passo das propostas, o embasamento teórico de cada atividade, apostilas para impressão, as músicas em MP3 e Certificado. Se tiver dúvida, me chame no whatsapp: 11 97647-6562

Também tenho cursos presenciais. Consulte nossa agenda - CLIQUE AQUI

Boa sorte para você neste primeiro ano! Não desista! E venha visitar este site sempre quando precisar! Aqui vocês encontrarão artigos, vídeos práticos, etc.
 
Quer participar de um dos meus grupos de estudos gratuitos?
Me adicione no whatsapp: 11 97647-6562
 
Até a próxima,
 

Débora Munhoz Barboni
www.cantinhodamusica.com.br



 






Copyright© 2019 Cantinho da Música. Todos os direitos reservados